Exames e Procedimentos Disponíveis

Zeiss

Somos certificados
ZEISS FORUM®

Nossos equipamentos de diagnóstico são interligados e centralizados por protocolo DICOM, sendo armazenados de modo seguro, paperless, em nossos servidores. O PACS ZEISS FORUM® permite análises únicas através do GLAUCOMA WORKPLACE® e do RETINA WORKPLACE®

Spectralis Color Heidelberg Engineering

Spectralis Color Heidelberg Engineering

A clinica parceira TOTALVISAO oferece a mais avançada tecnologia de imagem disponível para o diagnóstico e o tratamento das doenças da retina e do nervo óptico.

Com o Spectralis Color são realizados os seguintes exames:

Angiografia fluoresceínica com cSLO

Emprega menos contraste endovenoso (fluoresceína sódica) e permite resolução acurada

Angiografia fluoresceínica de grande ângulo (wfFA)

Angiografia fluoresceínica de grande ângulo (wfFA)

Avaliação de 135 graus simultâneos – em implantação

Pesquisa de autofluorescência em espectro azul (bFAF)

Pesquisa de autofluorescência em espectro azul (bFAF)

Permite a analise da vitalidade das células do epitélio pigmentado retiniano e não necessita de contraste

Pesquisa de autofluorescência próxima ao infravermelho (irFAF)

Permite a avaliação dos pigmentos melânicos oculares

Retinografia aneritra (laser verde)

Retinografia colorida empregando o cSLO

Retinografia colorida empregando o cSLO

Retinografia colorida empregando o cSLO (oftalmoscopia confocal por laser de varredura), permitindo análise do fundo de olho em inigualável detalhe.

Retinografia infravermelha (laser IR)

Retinografia em espectro azul (blue peak reflectance – laser azul)

Retinografia em espectro azul (blue peak reflectance – laser azul)

Tomografia de Coerência Óptica Espectral (HD-OCT) de alta resolução

Tomografia de Coerência Óptica Espectral (HD-OCT) de alta resolução

Um passo à frente da OCT convencional, com recursos de rastreamento em tempo real das estruturas oculares (TruTrack active eye tracking), que aumenta a precisão e a reprodutibilidade dos exames. Possui EDI MODE, modo para melhor qualidade na avaliação de estruturas profundas no fundo do olho

Tomografia de segmento anterior do olho

Tomografia de segmento anterior do olho

Videoangiografia com indocianina verde de alta velocidade (hsICG )

Videoangiografia com indocianina verde de alta velocidade (hsICG )

Emprega como contraste endovenoso a indocianina verde, visibilizando em detalhes estruturas da coroide e elementos de neovascularização subrretiniana (como na Degeneração Macular Relacionada à Idade, por exemplo)

Os prazos habituais são de agendamento em até 5 dias úteis e resultados em 72 horas.

Alguns casos com Spetralis:

Image 12
Image 13
Image 14

OUTROS EXAMES e PROCEDIMENTOS

Avaliação da Visão Cromática

Avaliação da Visão Cromática
O teste rotineiramente empregado para avaliação na capacidade de discriminar cores é o que emprega placas pseudoisocromáticas ( o mais popular deles é o Teste de Ishihara), contendo placas coloridas como ao lado.

HRR – Hardy, Rand, Rittler modificado
Entretanto, este é um teste inespecífico – já que são vários os distúrbios da visão cromática – com baixa sensibilidade e especificidade. Em ressonância com os centros de referência no assunto, oferecemos um painel completo de testes de visão cromática, como os D-40 e D-100 de Farnsworth Munsell (dir) e o HRR – Hardy, Rand, Rittler modificado (esq).

D-40 e D-100 de Farnsworth Munsell

HRR – Hardy, Rand, Rittler modificado
Os testes são realizados em estande iluminado (Richmond P/N 5137R Illuminator), segundo os critérios internacionais de luz do dia (ASTM D1729, ISO3664, DIN e ANSI). A temperatura de cor é fixa em 6280ºK e a luminância é aferida com luxímetro para garantir a precisão dos resultados. Deutânopes são favorecidos nos testes feitos sob luz incandescente e Protânopes erram mais do que a realidade.

Biometria ultrassônica

Realizada pelas técnicas de contato ou de imersão com funil de Eisner. Empregada para cálculo do diâmetro ântero-posterior ocular e imprescindível para o cálculo da lente intraocular.

Biometria por Interferometria Óptica (Laser)

Biometria por Interferometria Óptica (Laser)
O método mais moderno da atualidade para avaliar o diâmetro ântero-posterior ocular e para o cálculo da lente intraocular em cirurgias como a facoemulsificação (catarata) é através do aparelho IOL Máster da Zeiss Meditec. Este método não faz contato com o olho e é absolutamente confortável e rápido. Extremamente preciso (cerca de 20x mais preciso que o método ultrassônico tradicional), elimina também fontes de erros relacionadas ao operador ou ao paciente e incorpora fórmulas de quarta geração (como a HAIGIS) para biometrias em situações complexas, como após a cirurgia refrativa a laser.

Campimetria Visual computadorizada

Dispomos da tecnologia padrão-ouro mundial HFA ZEISS®. O pacote estatístico GPA do GLAUCOMA WORKPLACE® do sistema PACS ZEISS FORUM® permite que os médicos que usem testes de campo visual Humphrey avaliem especificamente a mudança de linha de base e a taxa de mudança de perda de campo visual ao longo do tempo. É possível ver com segurança se o campo de visão mudou para cada paciente individualmente e, subsequentemente, identificar a rapidez com que a perda de campo visual está progredindo.

Campimetria Visual computadorizada

Campimetria Visual computadorizada

Realizamos as análises VFI (Visual Field Index) e GPA (Glaucoma Progression Analysis). O VFI é ponderado no campo central, visando maior sensibilidade na perda ganglionar, menos afetado por catarata ou por lente intraocular, permite uma quantificação percentual da perda de campo e uma extrapolação para 3 a 5 anos após a terceira análise sequencial.

Campimetria Visual computadorizada

O GPA em uma só página compara os exames, projeta as perdas e quantifica a probabilidade da variação de resultado realmente representar progressão, com consistência estatística.

Campimetria Visual computadorizada

O sistema FORUM® permite a integração de dados morfológicos do ZEISS HD-OCT CIRRUS 5000® com as informações funcionais da campimetria, formulando relatórios ESTRUTURA X FUNÇÃO, muito úteis no diagnóstico e planejamento terapêutico de doenças das vias ópticas, principalmente no GLAUCOMA.

Campimetria Visual computadorizada

Cirurgias

Cirurgias

Nossas cirurgias são realizadas nos dois melhores hospitais do Estado: em uma parceria com o Hospital Santa Rita de Cássia – AFECC, montamos uma sala de cirurgia voltada para atender com a máxima qualidade as cirurgias oftalmológicas. Localizadas no Bloco Cirúrgico II do Hospital Santa Rita – dedicado às subespecialidades médicas – nossas instalações cirúrgicas têm a tranquilidade e o conforto que nossos pacientes precisam com toda a retaguarda de um hospital de alto padrão. Contamos com moderno parque de equipamentos e alta resolutividade em cirurgias de facoemulsificação com implante de lente intraocular e para o tratamento de doenças vitreorretinianas, sob a precisão do microscópio ZEISS LUMERA. Na área de retina e vítreo, contamos com a mais moderna tecnologia disponível, o sistema ALCON CONSTELLATION. A tecnologia ALCON VERION® de realidade aumentada, que captura no pré operatório a imagem e características ópticas do olho, permitindo o planejamento prévio de cada etapa da cirurgia. Assim, é possível uma alta precisão e previsibilidade na correção do astigmatismo com lentes intraoculares específicas (tóricas), por exemplo.

Verion

As imagens são levadas à unidade acoplada ao microscópio cirúrgico, que reconhece o olho a ser operado (e só então libera-o para a cirurgia) e projeta dados e marcações sobre a imagem AO VIVO.

cirurgia-03

cirurgia-04

No Vitória Apart Hospital, realizamos as cirurgias de catarata A LASER, usando a tecnologia do laser de fentossegundo ALCON LENSX®. O laser realiza com precisão inigualável alguns passos da cirurgia – todos os cortes, e incisões.

cirurgia-05

cirurgia-06

cirurgia-07

cirurgia-08

cirurgia-09

Diagnóstico Genético de Doenças da Retina

Close View Of A DNA Strand
Diagnostico 2g
Diagnostico 3g
Diagnostico 4g
Diagnostico 5g

A Clínica Ocular em parceria com o DNAlab Exames Genéticos oferece aos pacientes com doenças retinianas de caráter genético, vários painéis diagnósticos capazes de testar simultaneamente uma diversidade de genes para doenças oculares hereditárias.

O diagnóstico é feito por sequenciamento de próxima geração (Next Generation Sequencing) e validado por sequenciamento capilar, podendo desta forma definir mutações causadoras de doenças retinianas. O diagnóstico genético é importante na definição da melhor conduta terapêutica, periodicidade no acompanhamento pelo oftalmologista especializado e dá ao paciente a possibilidade de se inscrever em estudos clínicos avançados, realizados no Brasil e em países desenvolvidos, que utilizam células tronco ou terapia gênica para tentar conter ou reverter o dano retiniano.

Após a consulta na Clínica Ocular com suspeita de doença retiniana hereditária, o sangue do paciente é processado no DNAlab Exame Genéticos e o DNA é extraído para envio a laboratórios de referência mundial localizados na Europa e Estados Unidos, onde o DNA será sequenciado através de tecnologia de última geração detectando possíveis alterações genéticas causadoras da doença. Estas alterações são confirmadas através de metodologia alternativa e o resultado é comunicado ao paciente em consulta genética explicativa e aconselhamento genético com o objetivo de educar o paciente sobre a doença e sobre a possibilidade dos filhos herdarem o problema, assim como os cuidados a serem tomados.

Clique aqui e confira os painéis disponíveis no momento.

Exoftalmometria

HRR – Hardy, Rand, Rittler modificado
Dispomos dos exoftalmômetros de Luedde (dir) e de Hertel (esq), para correta estimativa da altura apical corneana. Esta medida é muito importante nos casos de suspeita de oftalmopatia endócrina (doenças da tireóide).

HRR – Hardy, Rand, Rittler modificado

Farmacoterapia Intraocular (Aplicação de drogas no olho)

Aplicações intraoculares de drogas exigem absoluta segurança (biossegurança, esterilidade, equipamentos, drogas e ambiente adequados) e treinamento para que tenham eficácia. A Farmacoterapia intraocular não se restringe a “uma injeção no olho”. Ela se inicia no diagnóstico adequado, na escolha da droga ou da combinação de drogas mais adequada para o caso, na dosimetria (determinação da dose da droga) e no planejamento terapêutico (quantas doses, qual estratégia de tratamento e qual o intervalo de tempo entre elas). Hoje contamos com drogas como o Acetonido de Triancinolona (Kenalog®), Aflibercepte (Eylia®) e Ranibizumabe (Lucentis®) no tratamento de Degeneração Macular Relacionada à Idade, Retinopatia pelo diabetes e nas oclusões venosas da retina, com excelentes resultados. Também realizamos implantes intraoculares biodegradáveis como o DDS OZURDEX®.

Farmacoterapia Intraocular (Aplicação de drogas no olho)

Farmacoterapia Intraocular (Aplicação de drogas no olho)

Farmacoterapia Intraocular (Aplicação de drogas no olho)

Farmacoterapia Intraocular (Aplicação de drogas no olho)

Laser Quantel

Laser Quantel

A Ocular Oftalmologia disponibiliza a mais avançada tecnologia de laser da atualidade para o tratamento das doenças da retina. Fruto de uma parceria de desenvolvimento com a empresa Quantel Medical, líder do segmento de laser oftalmológico na Europa, desenvolvemos uma estação de laser completa para o tratamento das retinopatias, reunindo todas as tecnologias de ponta em um só equipamento – o primeiro a ser produzido:


Laser Quantel

Laser verde puro Supra 532 nm

Este é o laser verde em estado sólido mais moderno da atualidade. Possui cavidade geradora do laser selada, garantindo segurança e estabilidade durante a geração do laser. Possui duas saídas simultâneas e alta potência nominal (3,0 W), a maior do mercado – possibilitando com segurança procedimentos também na área de glaucoma, como a trabeculoplastia com laser verde. Possibilita protocolos de micropulsos com laser verde, uma nova técnica que não cauteriza (queima) os tecidos nobres da retina. O emprego de pulsos ultra curtos de energia causa mínimo dano residual e melhor resultado funcional. Vale lembrar que, mesmo nos melhores estudos publicados na literatura, o tratamento com fotocoagulação convencional a laser pode causar em alguns casos piora irreversível da visão e comumente afeta o campo visual, a sensibilidade ao contraste, a visão de cores e a capacidade de enxergar em ambientes pouco iluminados – todos estes efeitos indesejáveis são minimizados com a técnica de micropulsos.

Laser Quantel

Laser amarelo puro Supra 577 nm

O comprimento de onda amarelo foi recentemente incorporado ao arsenal de tratamento das doenças da retina. Permite marcas mais suaves de fotocoagulação, menos dispersão de energia (pico de absorção na hemoglobina) e possibilidade de ser aplicado mais próximo à área central da retina, pois não é absorvido pelo pigmento amarelo da região macular. Também realiza tratamentos empregando micropulsos, com toda a segurança desta moderna estratégia de tratamento. Além disso, o tratamento é muito menos incômodo do que o convencional.

Vale lembrar que o tratamento com micropulsos emprega energia sublimiar (muito reduzida). Com isso, algumas marcas do tratamento podem ser visíveis somente através da angiografia fluoresceínica, outras somente na imagem de autofluorescência e algumas serão indetectáveis, embora funcionem no controle da doença.

Laser Quantel

SupraScan

um engenhoso sistema de entrega da energia do laser no olho permite que sejam feitos até 25 disparos simultâneos, em diferentes padrões. Isso permite um tratamento muito mais preciso, rápido e eficiente: a laserterapia em padrão.

Lasers

Dispomos das mais modernas tecnologias em lasers oftálmicos disponíveis na atualidade:

Laser verde 532nm Alcon:
Empregado na fotocoagulação retiniana (doenças da retina) e no tratamento do glaucoma.

Dispomos também de aplicação via oftalmoscópio binocular indireto HEINE para situações excepcionais;

YAG Laser Zeiss Visulas III:
O mais moderno do mercado, com óptica Gaussiana e permitindo tratamento ultra preciso, sem danificar elementos nobres como a lente intraocular (é utilizado após a cirurgia de catarata na capsulotomia posterior, quando esta cápsula fica opaca e atrapalha a visão);

Termoterapia Infravermelha com laser de diodo 810 nm
Útil no tratamento de tumores intraoculares

Laser de Diodo infravermelho micropulsado 810 nm
Um grande avanço no tratamento das doenças vasculares da retina, limitando o dano colateral das aplicações;

Terapia fotodinâmica com laser Visulas 690nm Zeiss
Nossa Clínica é um dos centros de referência no Brasil para a realização de terapia fotodinâmica com Verteporfina. Esta é uma modalidade terapêutica muito útil no controle de doenças maculares como a coriorretinopatia serosa central persistente e de algumas formas de degeneração macular relacionada à idade.

Lensômetro por frente de onda Topcon EZ200

O mais moderno do mundo – usando a mesma tecnologia de telescópios de grande porte (Hartmann Shack) este aparelho é capaz de “ler” de uma só vez toda a lente dos óculos com precisão única, até mesmo para multifocais. Faz uma topografia da lente, mostrando corredores visuais de progressão e permitindo verificar se a montagem da lente foi corretamente efetuada.

Mapeamento de retina

O mapeamento de retina é feito após a dilatação das pupilas com colírio. É uma avaliação detalhada da parte posterior do globo ocular, importante no acompanhamento de diversas condições oculares (como a miopia, a degeneração macular relacionada à idade e o glaucoma) e também em doenças sistêmicas como:

  • Diabetes
  • Doenças reumáticas
  • Doenças autoimunes
  • Hipertensão arterial
  • Doenças infectocontagiosas (Tuberculose, AIDS, Toxoplasmose ocular, etc..)

O exame não tem contraindicações e é recomendado também em pacientes com histórico familiar de problemas oculares como:

  • Descolamento de retina
  • Glaucoma
  • Degeneração macular relacionada à idade
  • Uveítes (inflamações oculares)
  • Cegueira

Microscopia especular de córnea

Exame que avalia a qualidade e a quantidade de células endoteliais corneanas, responsáveis por manter a transparência e formato corneano. Essencial antes de cirurgias intraoculares e útil nos estudos de distrofias corneanas ou doenças que afetem o endotélio da mesma. Com o moderno equipamento SP-1P® é feita análise automática de grande número de células endoteliais (mais de 600 células contra 20 a 30 que eram contadas em modo manual) em um território maior, em modo PANORAMA. Maior consistência e reprodutibilidade dos resultados.

Microscopia especular de córnea

Microscopia especular de córnea

Microscopia especular de córnea

Microscopia especular de córnea

OCT Angiografia

Zeiss Cirrus 5000
  • Equipamento: Zeiss Cirrus 5000 com Angioplex (protocolo OMAG);
  • Tecnologia de ponta que permite a avaliação dos vasos da retina e da coroide sem o uso de contrastes;
  • Rápido e 100% seguro, sem risco de alergia ou desconforto que podem ocorrer nos exames com contraste;
  • Pode ser repetida sem desconforto inúmeras vezes, permitindo planejamento terapêutico customizado
  • Duração do exame: 15 minutos
  • Todas as imagens são arquivadas em servidores DICOM para analise sequencial e comparação da evolução clínica.
Zeiss Cirrus 5000
Zeiss Cirrus 5000

OCT – Tomografia de Coerência Óptica

Fomos pioneiros no Brasil no uso da tomografia de coerência óptica em oftalmologia. Nosso Stratus OCT (Zeiss Meditec) funciona desde 2001, quando esta tecnologia ainda era incipiente. Desde então, Dr Laurentino Biccas tem sido convidado freqüentemente como palestrante em congressos nacionais e no exterior sobre esta tecnologia, com diversas publicações na área.

A técnica de OCT foi revolucionária no diagnóstico e no tratamento de doenças da retina, especialmente nas alterações da mácula (sua região central e responsável pela visão nobre, de detalhes), tais como na retinopatia diabética, degeneração macular relacionada à idade e buraco macular. No glaucoma o exame também mudou o paradigma de tratamento vigente. O conceito de pressão intraocular alvo individualizada cada vez é mais atual e a tomografia permite detecção muito mais precoce do glaucoma (até 4 anos antes dos primeiros sintomas), além de um acompanhamento muito mais seguro, avaliando se a pressão intraocular alvo segura foi alcançada em cada paciente.

Cirrus OCT

Cirrus OCT

Em 2008 recebemos o Cirrus OCT, um tomógrafo de quarta geração e de alta resolução. Emprega a tecnologia Espectral, ou ainda, Fourier Domain. Com o Cirrus OCT conseguimos imagens que se assemelhavam a cortes histológicos, o que levou alguns a chamarem a OCT de “biopsia óptica”. Com a tecnologia FastTrack®, o Cirrus 4000 registrava o local examinado e repetia a varredura com precisão em uma visita futura, permitindo uma comparação precisa do local analisado. Em 2016, recebemos o mais moderno equipamento da atualidade, a quinta geração da tecnologia de OCT, o CIRRUS 5000. Uma revolução em termos de resolução e recursos que culmina com a ANGIO-OCT, uma angiografia SEM o uso de contrastes.

Cirrus 4000

Cirrus OCT

Cirrus OCT

Cirrus OCT

Paquimetria corneana

Medida da espessura da córnea. Muito útil no diagnóstico de glaucoma e no seguimento de doenças corneanas.

Refração computadorizada

Dispomos do mais moderno autorrefrator do mercado, o KR 8000 PA da Topcon, capaz de fazer a autorrefração, a ceratometria e a topografia de córnea com 10 anéis de Plácido. Com a tecnologia de prismas rotativos, é muito rápido e extremamente preciso. A avaliação preliminar neste aparelho antes da determinação do grau (refração subjetiva) feita pelo médico permite uma boa estimativa do estado refrativo dos olhos.

Teste da Sensibilidade ao Contraste

Teste da Sensibilidade ao Contraste
Teste da Sensibilidade ao Contraste

A medida da visão envolve muitas variáveis. Ao aferirmos quanto um paciente enxerga lendo letras projetadas em um consultório, estamos testando sua visão central (visão linear) em condições ideais de iluminação e contraste. Isso não ocorre no mundo real. Isso explica por que alguns pacientes mostram insatisfação com sua acuidade visual no dia a dia e, dentro do consultório, a medida convencional da visão não revela nada de anormal.

Algumas doenças, como o glaucoma e as doenças neurológicas desmielinizantes (Esclerose Múltipla, Neurite Óptica Desmielinizante Isolada), entre outras, se manifestam precocemente pela diminuição da sensibilidade ao contraste. Tecnicamente, dizemos que aferimos de forma muito mais ampla a capacidade visual em todas as frequências espaciais ao testarmos o limiar de sensibilidade ao contraste. Dispomos dos testes mais empregados nesta análise: o de Pelli-Robinson e o de Rabin. Ambos são realizados em Gabinete iluminado da Precision Vision Norte Americana, com iluminação estandardizada (85 cd/m2).

Tonometria

É a medida da pressão intraocular. Dispomos do método tradicional – Tonômetro de aplanação de Goldman – mas também oferecemos novas possibilidades, como o TONOPEN e a TONOGRAFIA de contorno dinâmico (PASCAL) – que melhoram a estimativa da pressão intraocular em casos especiais, como após procedimentos refrativos. Estes procedimentos alteram as propriedades biomecânicas da córnea e afetam a leitura correta da pressão intraocular.

Também empregamos a nova tecnologia do novo tonômetro de sopro de ar CT-1P® que permite a aferição da pressão intraocular através de um suave sopro de ar, sem contato com os olhos e compensando as medidas para as diferentes espessuras da córnea do paciente – que podem causar FALSAS medidas da pressão intraocular em alguns casos, conforme se vê no gráfico abaixo:

Tonometria

Tonometria

Tonometria

Tonometria

Topografia de córnea (ceratoscopia computadorizada)

Nossa clínica conta com um dos melhores e mais completos sistemas de análise da córnea. O ATLAS 9000 da Zeiss. Com ele é possível uma precisa avaliação topográfica corneana, imprescindível nos pré-operatórios de catarata e de cirurgia refrativa, na adaptação de lentes de contato e na avaliação de doenças corneanas.

Além disso, este sistema permite a análise simulada de frente de onda da córnea (Wavefront), um enorme avanço na seleção da melhor lente intraocular na cirurgia de catarata e na avaliação da qualidade da visão.

Este sistema conta ainda com a análise automatizada Path Finder II, capaz de identificar alterações corneanas como cirurgias refrativas prévias e ceratocone em fases iniciais.

Topografia

Topografia

Topografia

Ultrassonografia B

Ultrassonografia B

Equipamento Quantel Medical (França), com sonda de 10 MHz empregado no diagnóstico de doenças do segmento posterior do olho.

Consultório

Rua Fortunato Ramos, 411
Praia do Canto - Vitória - ES

Consultório

Cirurgia

Av. Marechal Campos, 1579
Santos Dumont - Vitória - ES

Cirurgia